[Ficha de Personagem] ~ Morfeus

Ir em baixo

[Ficha de Personagem] ~ Morfeus

Mensagem por Sakamoto Kon (Morfeus) em Seg Maio 21, 2012 9:38 pm

Dados do Jogador
Nome: Matheus
Idade: 13
E-mail/MSN: rpg_outros000@hot...


Dados do Personagem

Nome: Sakamoto Kon (nome humano) ~ Morfeus
Idade: 16
Data de nascimento: 06/07
Origem: Japão
Local de treinamento: Submundo
Mestre: Fuzile de Benu
Armadura: Kamui de Morfeus
Elemento: Trovão


Características do Personagem

Características físicas: Kon é um atleta nato, com um corpo bem desenvolvido e avantajado, lhe permitindo uma locomoção fácil e rápida. Possui cabelos curtos negros e olhos acinzentados, profundos, característica dele como deus da modelação de sonhos. Pernas finas e ágeis e braços grossos e fortes, relativamente alto, com 1,70m aproximadamente de altura. Possui em torno de 70 quilos. Seu rosto possui traços delicados e perfeitos, de modo a ser atraente. Porém, seus olhos possuem uma aparência de cansaço. Seu queixo é fino. Quando não está com sua kamui, está trajando uma calça jeans, uma blusa cinza e uma jaqueta preta e branca por cima, sempre com tênis pretos.

Características mentais: Introvertido e calculista, adora saber cada mínimo detalhe das coisas. É esforçado e perfeccionista, não aceita que o outro seja melhor que ele. Inteligente e estrategista, sabe bolar planos funcionais com o tempo mínimo. Apesar de tudo isso, não gosta de tomar a frente nas batalhas, sendo extremamente conservador em relação a derramar sangue sem sentido. Se for lutar luta por uma boa razão, e nunca brinca com seu adversário ou o subestima, sempre usa uma força proporcional à força do oponente. Pode ser às vezes arrogante e frio, mas tem seus momentos de diversão com seus companheiros.


Atributos

Força: 6
Resistência: 4
Agilidade: 5
Velocidade: 4
Cosmo: 6


Habilidades

Kon é capaz de ler os pensamentos de alguém involuntariamente, sem se concentrar muito, e possui técnicas que permitem modelá-los ao ponto de inserir o inimigo dentro de uma realidade paralela, semelhante a um sonho. Esse poder fica mais forte quando o alvo está dormindo, já que Kon pelos poderes do deus Morfeus consegue modelar os sonhos como quiser. Além disso, possui um exímio controle do trovão negro - mas isso já é herança do próprio humano Kon.


História

Kon não se lembra de seus pais, pois como eles eram muito novos para ter filhos, eles o abandonaram na porta de um orfanato em seu país de origem, Japão, já que seus pais eram americanos e estavam ali por intercâmbio. Não se sabe se eles já voltaram para os Estados Unidos, porém. Kon foi criado por mulheres a quem se apegou muito, como Fusaka Kyoshi, a mulher que o tratava com mais carinho. Kon já tinha 6 anos, e crescia saudável e forte. Era uma criança linda e iluminada, mas sempre tinha pesadelos, e um fato estranho sempre acontecia: todas as pessoas que dormiam no mesmo quarto que ele tinham o mesmo pesadelo que ele.

Depois de 10 anos, as mulheres do orfanato decidiram abandonar Kon justamente por causa de sua "maldição". Foi largado numa rodovia perto de um deserto, onde foi achado por um espectro que por ali passava, sem rumo: Fuzile de Benu. O garoto se mostrou fascinado pela súrplice negra do espectro e o seguiu, irritando-o, até Fuzile aceitar ficar com ele. O espectro de Benu pôde observar que o garoto ficava cada vez mais cheio de ódio, reservado e frio. Viu nele o servo perfeito de Hades, e o treinou incansavelmente, ensinando o menino a usar seu cosmo e seu elemento, o trovão, mas de forma negra. Isso corrompeu o garoto, que se tornou maligno e cheio de ódio. Kon chegou a ter audições com o próprio Hades, e o próprio deus via algum futuro naquele garoto.

Ele não tinha nenhuma súrplice, mas já tinha a benção de Hades. Podia ir e vir do Submundo quanto quisesse. Em uma noite, ele teve um pesadelo horroroso. Acordou no meio da noite, assustado, e seguindo seus instintos, foi até o orfanato onde tinha crescido e fez cair um relâmpago negro do céu nublado da noite. O relâmpago destruiu o orfanato, e a vingança de Kon estava pronta. Aquela noite, Kon descobriu que era a encarnação de Morfeus, deus da modelagem dos sonhos, pois a kamui de Morfeus respondeu ao chamado do cosmo do garoto e vestiu-se nele.

Depois disso, Kon foi se habituando com os poderes de Morfeus e com sua kamui e foi desempenhando diversas funções para Hades e para o Submundo. Mostrava-se um guerreiro nato, com um cosmo avassalador e prodígio. Também mostrava uma enorme lealdade a Hades e a Hypnos, seus maiores mestres dentro do reino. Era esforçado e perfeccionista, tinha que estar acima de todos que podia estar. Porém, quanto mais poderoso ficava, mais fechado e introvertido.

Hades, impressionado com suas habilidades, mandou o garoto pros Elísios junto com Thanatos e Hypnos, mas só vai lá quando seu mestre Hypnos o convoca. Costuma vagar pelo Submundo ou pelo próprio mundo mortal, sempre com sua expressão de tédio. Visita seu mestre Fuzile muitas vezes também, apesar de Kon ter virado um superior de Fuzile. Não deixa de treinar também, fortalecendo sua relação com o deus dentro de si cada vez mais, podendo controlá-lo e usar sua kamui e seus poderes com liberdade. Morfeus está dentro de Kon parcialmente despertado, cooperando com o garoto pois vê nele uma grande cria.

Sakamoto Kon (Morfeus)
Cavaleiro de Prata
Cavaleiro de Prata

Mensagens : 2
Data de inscrição : 13/05/2012
Idade : 19
Localização : Aonde o chocolate estiver.

Ficha de Personagem
Nome: Rin
Deus Protetor: Atena
Armadura: Prata de Órion

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Ficha de Personagem] ~ Morfeus

Mensagem por Loke de Leão em Dom Jul 08, 2012 1:27 pm

Pov Osvald

Meus olhos se arregalavam ao ver a rosa branca cravada no peito de Loke, aquela rosa, aquela que matava a pessoa a quem se fixava, drenando pouco a pouco o seu sangue, até não existir uma única gota mais.
- Por que você fez isso Rick? Por que você feriu esse jovem Cavaleiro?
Perguntava com lágrimas nos olhos, conseguia ver a rosa quase completamente tingida de vermelho, minhas esperanças se esgotavam, até escutar as últimas palavras de Rick.
- A rosa ainda não está completamente vermelha, você pode retirá-la e salvar o garoto.
Suas palavras gentis me reanimavam, trazendo de volta a esperança que escorria junto as minhas lágrimas, me ajoelhava perante o corpo de Loke e puxava com todas as minhas forças aquela rosa ordinária, que aos poucos ía se desprendendo do coração do rapaz.
- Por que está aqui Osvald?
Escutava as palavras do garoto com voz fraca, agora com os olhos abertos, lágrimas de alegria escorriam de meus olhos, essa batalha inútil parecia não ter trazido nenhuma tristeza com a morte de Cavaleiros.
- Garoto, me deu um susto, nunca mais faça isso.
Dizia enquanto me levantava com a rosa branca já em minhas mãos, a jogava para longe, e me dirigia imediatamente ao corpo pálido de Rick, que aos poucos ía perdendo sua vitalidade.
- Por que você se entregou a Hades Rick, justamente ao nosso rival, por que?
Dizia com ódio em meu coração socando com toda a minha fúria uma pilastra que havia em meu lado esquerdo, o rapaz não respondia, apenas sorria e fechava seus olhos.
- Eu queria ver com meus próprios olhos os Cavaleiros que defenderão a Atena daqui para frente, e agora posso ir em paz, sabendo que o futuro do Mundo está em boas mãos.
O Cavaleiro de Peixes falecia, e mais lágrimas brotavam em meus olhos, aquele doce amigo não tinha más intenções ao se juntar a Hades, apenas queria preparar ainda mais nossos Cavaleiros para a próxima batalha, e eu velho, achando que ele estava traindo o Santuário.
- Vamos esperar os próximos espectros mestre Osvald.
Ao ouvir as palavras de Loke, me virava com os olhos arregalados, o rapaz que quase havia morrido há alguns minutos atrás, estava de pé, me encarando com toda a sua juventude e força.
- Loke, você perdeu muito sangue na sua última batalha, deve descansar, então deite-se imediatamente!
Acompanhava o jovem até a sua cama e o ajudava a deitar, chamava uma das aspirantes a Amazona e pedia para a mesma cuidar de Loke, para não deixar ele sair da cama, me retirava de sua casa e ía em direção a vila que ficava aos arredores do Santuário, sentia uma energia sinistra brotando de lá.

Pov Loke

A sombra da noite tomava conta da minha casa enquanto eu finalmente parecia acordar depois de algumas horas de sono, abria meus olhos lentamente e enxergava o rosto de uma moça, com uma toalha em suas mãos, próxima ao meu corpo.
- Não precisa cuidar de mim mais, já estou bem.
Dizia sorrindo, parecia ter a assustado com meu súbito acordar, estava pronto para a batalha, saía de minha cama e estranhava a leveza de meu corpo, olhava para baixo e conseguia enxergar apenas uma blusa vermelha e uma calça da mesma cor, estava sem Armadura.
- Onde está minha Armadura?
Dizia olhando para todos os lados, tentando encontrá-la, até que ouço a voz da moça que até então estava muda.
- Sua Armadura está ali Senhor Loke, tivemos que retirá-la para cuidar melhor das suas feridas.
Dizia a moça calmamente enquanto apontava para uma das direções da casa, mais especificamente para o salão principal, virava meu olhar rapidamente para aquele local que ela havia apontado e lá estava a urna de minha Armadura, corria em sua direção pronto para trajá-la.
- Vamos lá Armadura, cansei de ficar por aqui descansando, vamos entrar em ação.
A Armadura me obedecia imediatamente, começava a cobrir meu corpo com suas partes douradas, até que o elmo finalmente encaixava em minha cabeça, finalizando o processo. Começava a correr para fora da Casa de Leão, mais especificamente indo em direção a Casa de Virgem, iria até a Casa de Peixes, entregar algumas flores a alma de Rick.
" Ele foi um bravo Cavaleiro, queria ter vivido mais tempo com sua companhia "
Dizia em minha mente subindo as escadarias da Casa de Virgem, distraído com esses pensamentos a respeito de Rick, até ser interrompido por uma mão em meu ombro, que parecia me acordar para a realidade.
- Senhor Loke, Senhor Loke, preciso falar com você, me ouça Senhor Loke.
Me virava ao encontro da voz que me chamava e conseguia enxergar um jovem, aspirante a Cavaleiro ou um soldado, não sabia exatamente, seu rosto demonstrava nervosismo e preocupação.
- O que foi?
- O Grande Mestre corre perigo, eu vi alguns homens entrando em seu salão, pareciam ser assassinos.
- O que? Assassinos? Impossível, eles não poderíam chegar no Salão do Grande Mestre sem ao menos enfrentar as doze casas, e até por que é impossível ferir o Grande Mestre, ele é o Mestre de todos os Cavaleiros.
- Você tem que ir até lá, o Grande Mestre corre grande perigo!



avatar
Loke de Leão
Cavaleiro de Ouro
Cavaleiro de Ouro

Mensagens : 239
Data de inscrição : 19/04/2012
Idade : 22
Localização : Casa de Leão

Ficha de Personagem
Nome: Loke
Deus Protetor: Atena
Armadura: Armadura de Ouro de Leão

Ver perfil do usuário http://saintseiyaonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum